Assaltantes aterrorizam família em Lajinha
Banner
Assaltantes aterrorizam família em Lajinha

  A Polícia Militar  prendeu cinco homens que assaltaram uma residência em Lajinha. A família passou momento de terror nas mãos dos bandidos, nesta quinta-feira, 02/08.

  A vítima, um senhor de 48 anos, foi surpreendido por cinco indivíduos encapuzados. Um dos criminosos, de posse de uma arma de fogo, anunciou o assalto e fez a vítima abrir o portão da cozinha de sua casa. Os demais passaram vasculhar os pertences, inclusive retiraram uma televisão de 32 polegadas do suporte.

 

Durante as ações dos bandidos, um deles, passou agredir a vítima com coronhadas e ameaças de morte, causando-lhe lesões. “A todo momento eles exigiam dinheiro e objetos de valor, mesmo a vítima dizendo que não possuía dinheiro em casa, eles insistiam falando com a vitima entregasse para eles”, conta Sargento Tavares, da Polícia Militar de Lajinha.

Muito nervoso, um dos bandidos passou então e agredir a esposa da vítima. “O senhor ficou descontrolado, reagindo ao assalto e entrando em luta corporal com um dos assaltantes, que de posse da arma de fogo acionou o gatilho da arma. Por sorte da família, a arma mascou. Aproveitando da confusão, os moradores saíram de casa gritando por socorro”, relata o militar.

 

Os bandidos também ficaram assustados e fugiram em Fiat Uno de cor vermelha e a Polícia Militar foi acionada. “Começamos o rastreamento e o bloqueio das principais rotas de fuga da quadrilha e nos deparamos com o veículo chegando ao distrito de Areado”, completa Sargento Tavares.

Ao perceber o cerco policial, a quadrilha se entregou e não ofereceu resistência. “Durante conversa com os suspeitos, eles confessaram a autoria do crime, dentro do veículo foram localizadas diversas camisas que foram usadas como capuz e uma arma de fogo que estava escondida debaixo do banco do motorista”, disse.

Capixabas

   Todos os envolvidos são moradores de Iuna, no Espírito Santo, sendo que dois deles possuem mandado de prisão em aberto. “O veículo foi apreendido e todos os envolvidos levados para a delegacia em Manhuaçu. As vítimas foram encaminhadas para atendimento médico e depois liberadas”, fala Tavares.

   O militar orienta ainda quanto ao perigo de ser reagir numa situação de assalto, pois as consequências podem ser trágicas. “A sorte desta família que mesmo após o autor acionar o gatilho da arma de fogo, não houve o disparo, mas em geral isso não acontece, resultando em finais tristes para as famílias, mesmo sob intensa agressão física ou psicológica pense no bem maior que a vida”, finaliza o militar.

   Acesse nosso parceiro - Portal Caparaó
 

 

 

 

 

 

 
 
Banner
Banner

Notícias da TV

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Reflexão do Dia