Mais duas mortes por febre amarela são confirmadas na Zona da Mata
Banner
Mais duas mortes por febre amarela são confirmadas na Zona da Mata

    Sessenta e uma pessoas morreram por causa de febre amarela silvestre em Minas Gerais, conforme o Boletim Epidemiológicodivulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG) na tarde desta terça-feira (6).

    Outras 103 pessoas estiveram internadas por causa da doença, elevando os registros pra 164 casos no Estado. Na última edição do relatório, há uma semana, eram 81 casos com 36 óbitos.

    De acordo com os dados mais recentes, Juiz de Fora teve mais dois casos, subindo para três óbitos. Rio Preto teve duas mortes confirmadas, Santos Dumont, Rio Novo, Maripá de Minas e Ervália, também confirmaram um caso cada.

    Na Gerência Regional de Juiz de Fora, são 18 casos até agora, sendo dez óbitos. Desde a última sexta-feira (2), o G1 solicitou à Prefeitura o balanço de casos de pacientes que chegam a Juiz de Fora, cidade referência regional, com suspeita de febre amarela. Isso porque recentemente os hospitais locais pararam de divulgar informações sobre atendimentos, sejam eles suspeitos ou confirmados, de pacientes da cidade e da região. Na cidade, a vacinação contra febre amarela chegou a 94,76%.

   A Prefeitura de Rio Novo informou que todas as ações estão exaustivamente sendo tomadas no combate à febre amarela.

   Já a Secretaria de Saúde de Santos Dumont informou que a morte por febre amarela na cidade foi de um idoso, de 71 anos, que era residente no Bairro Córrego do Ouro. O óbito ocorreu no dia 29 de janeiro Hospital de Misericórdia de Santos Dumont. A Secretaria Municipal de Saúde iniciou a campanha de combate e prevenção contra a febre amarela em março de 2017. Desde então, foram feitos mutirões de vacinação em todo o município, e mais de 90% da população foi vacinada. Depois que os cinco macacos foram encontrados em novembro e dezembro, nas áreas rural e urbana, a vacinação foi intensificada, sobretudo na zona rural, onde o acesso é mais difícil. O município tem vacinas suficientes para atender a população.

    Mortes confirmadas pela SES-MG na região na terça:

    Juiz de Fora: 2 mortes, sendo 3 no total; 3 casos de internação/alta;

    Rio Preto: 2 mortes e 1 casos de internação/alta;

    Rio Novo: 1 morte;

    Santos Dumont: 1 morte

    Maripá de Minas: 1 morte;

   Ervália: 1 morte.

    Senhora de Oliveira: 1 morte e 1 internação/alta.

    Além destes, já constavam em levantamentos anteriores as mortes de moradores de Goianá, Juiz de Fora, Mar de Espanha e Viçosa.

    Ainda não foram publicados no Boletim Epidemiológico os casos de óbitos anunciados pelas Prefeituras de Bicas, Belmiro Braga, Santo Antônio do Aventureiro, Barbacena e pela Sala de Emergência de Barbacena sobre morte de um morador de Caranaíba.

     No dia 25 de janeiro, o governador Fernando Pimentel (PT) incluiu mais 68 cidades – entre elas, as que integram as Unidades Regionais de Saúde de Barbacena e Juiz de Fora – no decreto de situação de emergência em saúde pública por causa do surto de febre amarela, publicado em 19 de janeiro. Agora, 162 dos 853 municípios de Minas Gerais estão nas áreas onde há maior incidência de casos da doença.

G1( Portal de Notícias da Globo)

 

 
Banner
 
Banner
Banner

Notícias da TV

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Reflexão do Dia