Faculdade dos EUA entra no Brasil a partir de BH
Banner
Faculdade dos EUA entra no Brasil a partir de BH

      Presente em 13 países, Broward traz a primeira faculdade norte-americana para o Brasil

     O sonho de estudar em uma faculdade dos Estados Unidos está mais perto dos mineiros. A partir de fevereiro de 2018, a Broward College, instituição norte-americana presente em 13 países, com quase 70 mil alunos, oferecerá em Belo Horizonte cursos superiores com aulas 100% ministradas em inglês e metodologia de ensino daquele país. Com mensalidades estimadas em R$ 6.000, a universidade espera se destacar no mercado de ensino superior com a proposta de imergir o estudante brasileiro na cultura e no modelo de educação norte-americanos.

     O coordenador internacional da Broward College, Pedro Oliveira, explica que, diferentemente das instituições aqui presentes, as aulas serão 100% ministradas em inglês, com um modelo de currículo dos Estados Unidos. “É importante que se entenda que não somos uma instituição brasileira que está filiada a uma norte-americana. Teremos um campus em Belo Horizonte onde os alunos serão registrados na Flórida. Ou seja, ele irá usufruir do sistema norte-americano, estando aqui no Brasil”.

     Segundo o coordenador, a instituição chega com a proposta de seguir à risca o modelo educacional norte-americano. Assim, dará no futuro a possibilidade de o aluno estudar em uma faculdade dos Estados Unidos ou em outro país em que o Broward College estiver presente. “Aqui, em geral, o estudante já entra com a carreira determinada. Nos Estados Unidos, há maior mobilidade. O aluno faz os dois primeiros anos nas áreas de conhecimentos gerais para, só depois, ir para o específico. Assim, o 60 primeiros créditos serão os do tronco comum, para que depois o aluno escolha se irá concluir os ensinos de sua carreira em uma das unidades da Broward ao redor do mundo ou em uma das 4.500 instituições dos Estados Unidos filiadas”, explica Oliveira.

      Matrículas. A partir de novembro, a Broward College iniciará o processo de seleção e matrículas de novos alunos. O critério para aceitação é o mesmo aplicado nos Estados Unidos e nos demais lugares do mundo. “Basicamente, teremos um teste de inglês e outro de capacitação acadêmica, incluindo literatura em inglês e matemática”, afirma o coordenador internacional.

      A expectativa é a de que a primeira turma tenha até 30 alunos e inicie as aulas em 18 de fevereiro. A sede do instituto fica na avenida Raja Gabáglia, no bairro Cidade Jardim, Centro-Sul. “Vamos começar o processo de seleção de alunos. Esperamos que até o fim do ano já tenhamos a primeira turma montada, com no máximo 30 alunos”, afirma.

       A universidade oferece cerca de 120 cursos ao redor do mundo, mas não estabeleceu quais serão ministrados no Brasil, pois, primeiro, avaliará a demanda dos alunos. Há a perspectiva de que contratação de professores brasileiros. “Vamos observar a demanda de áreas por parte dos alunos para saber quais profissionais iremos buscar. Se ele tiver conhecimento e tiver ministrado aulas nos Estados Unidos, poderá ser contratado”, diz.

      Diplomas. A Broward College oferecerá uma equipe para facilitar a revalidação do diploma dos alunos que se interessarem em exercer a profissão no Brasil, ao fim do curso.

      Minientrevista

     Pedro Oliveira / Coordenador Internacional / Broward College

      O que fez com que uma faculdade norte-americana se interessasse pelo mercado brasileiro?

      A Broward College é uma instituição de ensino da Flórida (EUA), fundada em 1960. Desde o início, tínhamos como visão levar o programa norte-americano para diversos países. Não à toa, estamos em 13 nações. E o Brasil sempre esteve no nosso radar. Escolhemos Belo Horizonte para iniciar os trabalhos aqui por ser um mercado com grande cultura e bastante receptivo. Percebemos, também, que se pegar em Belo Horizonte, conseguiremos expandir para o restante do Brasil.

     Quais matérias serão lecionadas no Brasil?

Atualmente, a Broward College possui mais de 120 cursos em todo o mundo, com carreiras voltadas para as ciências biomédicas, tecnológicas, humanas, entre outras. Vamos esperar a captação dos estudantes agora, para depois analisarmos qual será a demanda.

      O que faria um estudante escolher esse modelo em relação ao aqui vigente?

    A Broward oferece a possibilidade de o aluno ter o contato com o modelo de ensino norte-americano por meio de um investimento abaixo do necessário para estudar nos Estados Unidos. Além disso, quando estiver escolhido a área de atuação, ele poderá ir para uma das nossas unidades ao redor do mundo ou em uma das 4.500 instituições filiadas.

     Wallace Graciano /  O TEMPO
 
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner