Minas terá R$ 11,6 bi do Plano Safra
Banner
Minas terá R$ 11,6 bi do Plano Safra

    O diretor da FAEMG, Rodrigo Alvim, considerou que o lançamento do Plano Safra 2017/2018, pelo Governo Federal e o Banco do Brasil, responderam aos anseios do produtor rural. Ele representou a FAEMG no lançamento do Plano Safra 2017/2018, em solenidade na Superintendência do Banco do Brasil em Belo horizonte. Para Minas Gerais serão disponibilizados R$ 11,6, valor que corresponde a 11,3% do total do Plano Safra em todo País. No total serão repassados R$ 103 bilhões para o agronegócio nacional.

    “Sentimo-nos gratificados ao perceber a forma com que o Banco do Brasil e o governo brasileiro têm olhado para o agronegócio, considerando-o realmente a saída para a retomada do crescimento e desenvolvimento da economia brasileira. O agronegócio tem desempenhado esse papel nos últimos anos. Esperamos que esse incentivo e a importância debitada ao agronegócio venham em um crescente, principalmente através da parceria que temos mantido com o Banco do Brasil. Sentimos orgulho de que a FAEMG tenha tido uma participação proativa nesse momento de dificuldade brasileira”, disse  Rodrigo Alvim.

   Já o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leitão, evidenciou a importância dos recursos do Plano Safra tanto e a redução das taxas de juros para o custeio, investimento e comercialização, média de 1 % menor em relação à safra anterior, para o crescimento da agropecuária.

    Os R$ 103 bilhões do Plano Safra 2017/2018 serão distribuídos da seguinte maneira:  R$ 14,6 bilhões para a agricultura familiar, R$ 15,5 bilhões para os médios produtores e R$ 61,4 bilhões para a agricultura empresarial. Os R$ 11,5 bilhões restantes serão disponibilizados para as empresas do agronegócio como, por exemplo, os laticínios.

    Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais
 
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner